Ernesto Klar relational lights

Ernesto Klar

Luzes Relacionais

Abstract:
“Luzes Relacionais” (Relational Lights) é uma instalação interativa audiovisual que explora a relação das pessoas com o caráter orgânico-expressivo do “espaço”. A instalação usa luz, som, neblina e um sistema de software customizado para criar um espaço-luz tridimensional de morphing (metamorfose), em que os espectadores participam ativamente, manipulando-o com sua presença e seus movimentos. “Luzes Relacionais” é uma homenagem à obra e à pesquisa estética da artista brasileira Lygia Clark. A obra funciona como um organismo vivo, com ou sem a presença e a interação dos espectadores. Quando os espectadores saem da área de rastreamento ativo, o sistema começa seu próprio diálogo com o espaço através de extrusão e transformação de sequências de formas geométricas luminosas. Quando os espectadores penetram e interagem com o espaço-luz projetado, uma expressão coletiva e participativa do espaço se desdobra. “Luzes Relacionais” amplia o tecido tridimensional do espaço, tornando-o visível, audível e tangível aos participantes. A experiência estética resultante incentiva entre os participantes um processo relacional infinito de moldar o espaço. © Ernesto Klar 2009-2010 “Luzes Relacionais” é um projeto patrocinado pela Fundação para as Artes de Nova York. Este projeto foi parcialmente viabilizado por verbas do Conselho de Artes do Estado de Nova York. Um apoio adicional foi fornecido pelas generosas doações da Fundação Greenwall e do programa de Verbas de Conclusão de Centro Experimental de Televisão. Este último é patrocinado pelo Programa de Cinema e Mídia Eletrônica do Conselho de Artes do Estado de Nova York. Assistente de programação: Joon Y. Moon Assistente de produção: Josef Bull, Ryan Hale Fotografia: Mario Ladera Agradecimentos: Katharina Rosenberger, Flavio Gaete, Giampaolo Klar, Elizabeth Klar, Mark Stafford, Anton Marini, Tom Swirly, Bettina Johae

Biography:
Ernesto Klar (US/Venezuela) é um artista de novas mídias que vive em Nova York. Sua obra artística explora o potencial poético de revelar e transformar a fronteira entre o perceptível e o imperceptível. As obras de Klar foram expostas em festivais, galerias e feiras como Eyebeam, Pulse Art Fair, Issue Project Room e Chelsea Art Museum em Nova York, ICA em Boston, CCCB em Barcelona (Espanha), FILE Festival em São Paulo, Museu Oi Futuro no Rio de Janeiro, Centrum Kunstlicht in de Kunst em Eindhoven (Holanda) e The Share Festival em Turim (Itália), entre outros. Seus prêmios incluem o primeiro prêmio do File Prix Lux na categoria Arte Interativa (2010), Artist Fellowship in Computer Arts da New York Foundation for the Arts (2007), Individual Artist Grant do New York State Council on the Arts (2009), assim como bolsas e verbas da Greenwall Foundation (2009) e Experimental Television Center (2010), entre outros. Klar tem mestrado em belas-artes pela Parsons The New School for Design e um BMD do Berklee College of Music. Desde 2005 é professor na Parsons The New School for Design e The New School for Film and Media Studies na cidade de Nova York.

FILE Facebook