Thom Kubli

Black Hole Horizon

Abstract:
Que tipo de relações existe entre o ar oscilante, buracos negros e bolhas de sabão? Qual é o impacto que a gravidade tem na nossa consciência coletiva? Onde o espetáculo e a contemplação se encontram? “Black Hole Horizon” (Horizonte Buraco Negro) é uma meditação em uma máquina espetacular que transforma o som em objetos tridimensionais e mantém o espaço em constante transformação.
O núcleo da instalação é a invenção de um aparelho semelhante a uma buzina de navio. Com o som de cada tom, uma enorme bolha de sabão emerge da buzina. Ela cresce enquanto o tom soa, solta-se da buzina, vaga pelo espaço de exposição e, finalmente, explode em uma posição errática dentro da sala. A instalação completa compreende três buzinas que variam em tamanho e forma de acordo com sua altura e timbre individuais. Os visitantes podem percorrer a sala testemunhando a transformação do som em esculturas efêmeras que duram apenas alguns segundos antes de seus restos materiais serem depositados nas paredes e no chão.

Biografia:
Thom Kubli trabalha como artista e compositor em Berlim. Suas peças de instalação e performance relacionadas ao som foram exibidas internacionalmente, entre outras, no New Museum of Contemporary Art, em Nova York; no Transmediale, em Berlim; no Laboratorio Arte Alameda, na Cidade do México; no Eyebeam, em Nova York; no EMPAC, em Nova York; no LABoral, na Espanha, e em diversas galerias de arte.